23.7 C
Imperatriz
quarta-feira, maio 18, 2022
spot_img
InícioSaúdeNeta de paciente denuncia demora para conseguir leito de UTI no Socorrão

Neta de paciente denuncia demora para conseguir leito de UTI no Socorrão

A neta de uma paciente do Hospital Socorrão denuncia a demora em conseguir um leito de UTI para a avó que está internada há 15 dias no hospital. A paciente tem 89 anos, sofreu um AVC e o estado de saúde da idosa piorou nos últimos dias.

Ontem (15), a família conseguiu uma liminar na justiça determinando que o hospital realize a transferência imediata da idosa para um leito de UTI, mas a transferência ainda não foi feita.

A neta da paciente também denuncia a falta de medicamento e de aparelhos para medir pressão no hospital. Ela disse a nossa equipe que depois de fazer reclamações no hospital, cinco porteiros da unidade chegaram a ir à enfermaria onde ela estava com avó, com isso, a neta da paciente se sentiu intimidada.

Nós entramos em contato com a Secretaria Municipal de Saúde que se posicionou sobre o assunto por meio de nota:

“A Secretaria Municipal de Saúde de Imperatriz, sobre a reclamação apresentada,  faz os seguintes esclarecimentos:

1 – A internação de paciente em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) obedece critérios técnicos. Os médicos avaliam os pacientes e, consequentemente, o quadro clínico de cada um, o que determina a prioridade de internação.

2 – A paciente em questão, deu entrada na unidade 15 dias atrás, com fratura de fêmur, foi operada, transferida para a UTI do hospital e teve alta, mas   retornou com outros problemas de saúde.

3 – O pedido de UTI para a paciente ocorreu ontem, dia 15 de janeiro,  e em seguida o setor responsável pela regulação já compartilhou o pedido com as demais unidades hospitalares que possuem leito de UTI-SUS, porém todos os leitos estão lotados.

4 – Por fim, esclarecemos ainda que a acompanhante tem dificuldade em obedecer os protocolos do hospital quanto à visitação aos pacientes. Ela quer determinar quando entrar ou sair do hospital, e de forma desrespeitosa com os nossos colaboradores. Compreendemos a importância, e prezamos pelo momento, de visita, tanto para o paciente quanto para os familiares, entretanto precisamos preservar o bem-estar dos pacientes, visitantes e colaboradores no geral, por isso há protocolos.”

Valéria Cristina
Valéria Cristina
Acadêmica de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Membro da equipe de Jornalismo do Imperatriz Online e Mais Maranhão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Populares

- Publicidade -

Ultimos Comentários

× WhatsApp